http://blogak-47.blogspot.com/2010/04/um-tributo-camarada-stalino-pai-dos.html

domingo, 28 de agosto de 2011

Os terroristas que os EUA apoiam

Luis Posada Carrilles: derrubou um avião.


- Alejandro Melgar, chefe da conspiração de Santa cruz, este negociante boliviano está radicado nos EUA com a total cumplicidade das autoridades migratórias.

- Angel de Fana Serrano, participou em 1997, em Isla Margarita, de um complô para assassinar o líder cubano Fidel Castro durante a Cúpula Ibero-americana. Sócio de Luis Posada Carriles. De Fana conspirou também para assassinar o presidente Chávez.

- Armando Valladares, cúmplice da tentativa de magnicídio de Santa Cruz, Bolivia, e de varios atos terroristas, preso en Cuba por botar bombas em lojas e retomou seu trabalho com a CIA desde sua saída da ilha.

- Carlos Alberto Montaner, vive varias décadas atuando contra Cuba. Fugitivo da justiça cubana por botar bombas em lojas e cinemas em 1960, foi membro da rede terrorista de Orlando Bosch. Tem residência nos EUA e na España.

- Gaspar Jiménez. Assassino do diplomata cubano Dartagnan Díaz Díaz, cúmplice de Luis Posada Carriles e condenado por terrorismo no Panamá. Radicado em Miami com proteção do FBI.

- Guillermo Novo Sampoll, terrorista, cúmplice do assassinato do ex ministro chileno Orlando Letelier, torturador do plano Cóndor, assassino de dois diplomatas cubanos na Argentina, cúmplice de Luis Posada Carriles e condenado por terrorismo no Panamá. Radicado em Miami.

- Huber Matos, traidor cubano conhecido por ter dirigido ações terroristas. Seus laços com o mundo do narcotráfico centro-americano são tão conhecidos como os de seu filho, refugiado na Costa Rica. Radicado em Miami.

- Hugo Acha Melgar, financiador do grupo terrorista formado por neonazistas húngaros e croatas que tentaram assassinar o presidente boliviano Evo Morales em 2009 e no complô de Santa Cruz. Radicado nos EUA.

- Joaquim Chaffardet, ex-diretor da policia secreta venezuelana, vinculado ao terrorista internacional Luis Posada Carriles. foi formado pelos serviços de inteligência dos EUA na Escola das Américas (SOA). Radicado nos EUA.

- Jose Antonio Colina Pulido, responsável de atentados com bombas contra ofícios diplomáticos de Espanha e Colômbia em Caracas em 2003. Radicado em Miami com vários cúmplices.

- Nelson Mezerhane, financista vigarista e acionista da Globovision,aparece entre os principais suspeitos de assassinato do fiscal Danilo Anderson. Desapareceu de Caracas roubando sete milhões de dólares. Radicado nos EUA.

- Patricia Poleo, cúmplice do assassinato do fiscal venezuelano Danilo Anderson. Está por trás de diversas operações da CIA realizadas na embaixada norte-americana de Caracas contra a revolução bolivariana. Radicada em Miami.

- Pedro Remón, mercenário da CIA, assassino de Félix García Rodríguez e Eulalio Negrin, em Nova York; cúmplice de Luís Posada Carriles, condenado por terrorismo no Panamá. Radicado em Miami com proteção do FBI.

- Luís Posada Carriles, agente da CIA e terrorista internacional. Tem uma interminável historia de crimes. Procurado na Venezuela pelos 73 homicídios do avião cubano destruído em pleno vôo. Radicado em Miami.

- Reinol Rodríguez, associado de Luís Posada Carriles: cúmplice do assassinato em Porto Rico de Carlos Muñiz Varela. Atual chefe militar do grupo terrorista Alpha 66, tolerado pelo FBI. Radicado em Miami.

- Roberto Martín Pérez, filho de um dos mais famosos esbirros da ditadura de Batista, ex chefe do Comité paramilitar da Fundação Nacional Cubanoamericana (FNCA).

- Raúl Díaz, condenado por ataques com explosivo C4 a duas embaixadas em Caracas, ocorridos em 2003. Radicado em Miami.

- Carlos Yacaman, hondurenho, assassino do ex ministro de habitação da administração Zelaya, Roland Valenzuela. Se encontra em miami.

- Branko Marinkovic, lider opositor boliviano de Santa Cruz, principal financista y cúmplice do grupo terrorista desarticulado em 2009. Marinkovic entrego 200 mil dólares aos terroristas para a compra de armas. Vive em Miami.

- José Guillermo García, general salvadorenho, ex-ministro de defesa, torturador y responsável pelo assassinato de quatro freiras norte-americanas. Asilado nos EUA.

- Carlos Vides Casanova, ex-chefe da guarda nacional de El Salvador, torturador e responsável pelo assassinato de quatro freiras norte-americanas. Asilado em EUA.

- Michael Townley, oficial da polícia secreta de Pinochet, cúmplice do assassinato do ex-chanceler chileno Orlando Letelier. Radicado em Miami.

- Santiago Álvarez Fernández Magriña, terrorista e traficante de armas cubano-americano, cúmplice de Posada Carriles. Radicado em Miami.

- Osvaldo Mitat, terrorista e traficante de armas cubano, cúmplice de Posada Carriles. Radicado em Miami.

- Hector Alfonso Ruiz codinome Héctor Fabian, terrorista cubano, colocou bombas em sedes diplomáticas, associado a Posada Carriles, radicado em Miami.

- Ramón Saúl Sánchez, mercenário de Omega 7, cúmplice de Eduardo Arocena y Pedro Remón. Radicado em Miami.

- Rodolfo Frómeta, terrorista cubano, chefe de comandos F4, autor confesso de ações terroristas contra Cuba, radicado em Miami.

- Roberto Guillermo Bravo, militar argentino, responsável pelo massacre de Trelew que custou a vida a 16 jovens revolucionarios; vive em Miami.

- Virgilio Paz Romero, cúmplice do assassinato do chanceler chileno Orlando Letelier e sua colaboradora Ronni Moffitt, perdoado por George W. Bush, Radicado em Miami.

- José Dionisio Suárez Esquivel codinome Charco de Sangre, cúmplice do assassinato do chanceler chileno Orlando Letelier e sua colaboradora Ronni Moffitt, libertado por George W. Bush. Radicado em Miami.

- Félix Rodríguez Mendigutía codinome El Gato, agente da CIA, ordenou o assassinato de Ernesto Che Guevara, cúmplice de Posada Carriles na base salvadorenha de Ilopango em trafico de armas e cocaína. Radicado em Miami.

- Salvador Romani, presidente da terrorista Junta Patriótica cubana em Venezuela, atacou a embaixada cubana em Caracas, cúmplice do assassinato do fiscal Anderson. Radicado em Miami.

- Johan Peña, ex-comissário da DISIP venezuelana, colocou a bomba que matou o fiscal Anderson. Vive em Miami.

- Jaime García Covarrubias, ex-chefe repressor de Pinochet, acusado de torturas e assassinatos, hoje professor de academia do Pentágono, em Washington, EUA

- José Basulto, terrorista cubano-americano, agente da CIA, chefe de Hermanos al Rescate, e autor de provocações assassinas. Vive em Miami.

- Inocente Orlando Montano, coronel salvadorenho procurado pela justiça  espanhola pelo assassinato de jesuítas. Asilado nos EUA.

- José Guevara, ex-agente da DISIP venezuelana. Participou de Miami no complô para assassinar o fiscal venezuelano Danilo Anderson. Asilado nos EUA sob a proteção do FBI.


Fonte:


Nota: traduzido do espanhol ao português

Um comentário:

  1. Essas pessoas são exemplos de como os capEtalistas são"bondosos".

    ResponderExcluir