http://blogak-47.blogspot.com/2010/04/um-tributo-camarada-stalino-pai-dos.html

sábado, 31 de julho de 2010

A Verdade sobre Simon Bolívar e o ‘’bolivarianismo’’

Desde sua vitória, nas eleições de 98, o presidente venezuelano Hugo Chávez faz questão de se mostrar ‘’bolivariano’’, ‘’socialista’’ e ‘’antiimperialista’’ como se tais palavras fossem sinônimas.
Simon Bolívar é tratado até hoje pelos pseudo-revolucionários como um libertador, um revolucionário, um rebelde como Che Guevara.

Mas, neste texto, eu vou (no sentido figurado, é claro) amarrar Bolívar em um poste e desmascará-lo em praça pública para todo mundo ver a verdadeira face da mentira.

Bolívar era um ‘’criollo’’(termo usado para descrever americanos de pais europeus) e era um membro da elite, sua própria família era da aristocracia venezuelana.

A elite criolla era uma elite constituída pelos membros mais ricos, donos de terras e minas. Todos eram brancos sustentados pelo trabalho escravo e semi-servil. O próprio Bolívar era um latifundiário rico de formação européia,

Bolívar lutou contra a Espanha sim, mas não por demandas populares. Na verdade, Bolívar, como todos de sua classe, estavam insatisfeitos com o domínio da Espanha na região. Então, o mais correto seria dizer que ele foi ‘’O Libertador dos ricos’’.

Bolívar foi um nacionalista de seu tempo, talvez o mais famoso, porém não o mais combativo. Apesar de criar vários países latino-americanos a partir das regiões antes dominadas pelos espanhóis, ele os atrelava aos interesses dos ingleses que, na época, eram uma potencia imperialista em expansão.

Bolívar também não democratizou a terra. Pelo contrário, graças á formação de oligarquias agrárias que controlavam as regiões ‘’liberadas’’ a terra foi concentrada em poucas mãos, reproduzindo relações de exploração e dependência dos ingleses. Muita gente disse, na época, que a América tinha ‘’mudado de dono’’.
Em relação aos escravos, ele não convocou ou sequer apoiou suas revoltas. Na verdade, ele tentou desarmar a bomba-relógio da revolta racial. Em carta a um dos seus generais, ele alertou sobre o ‘’numero perigoso’’ de negros. Sua conduta era de só aceitar a libertação dos escravos com a condição de irem para suas tropas, mandando os para o front com o desejo de exterminá-los.

Sabe-se que Bolívar não apenas apoiou as tropas inglesas como também propôs – em seus últimos dias de vida – que as jovens repúblicas vendessem suas propriedades agrícolas e minas, para pagar dividas aos ingleses. Por isso, ele está longe de representar qualquer independência econômica nacional.

Karl Marx tratou de mostrar ao mundo a verdade sobre Bolívar em um texto pouco divulgado.

’A intenção real de Bolívar era unificar toda a América do Sul em uma república federal, cujo ditador seria ele mesmo’’ – Marx

No texto, Marx também quis mostrar que Bolívar era um fanfarrão bem articulado tentando passar imagem de herói. Na verdade, era um traiçoeiro, um fujão que só venceu a guerra por conta de generais mais valiosos que o mesmo e da ajuda dos ingleses.

O fato de Bolívar ser um mal-caráter não é pessoal, mas por conta da luta de classes.É obvio que a classe de Bolívar, uma classe com tais interesses subalternos, disposta a esmagar – como esmagou – cada levante popular que aparecesse, e que olhava mais para fora do que para dentro do seu pais, estava mais capacitada e propensa a criar mitos do que heróis.

É obvio que, por mais bem intencionados que sejam, grupos e pessoas como as FARC-EP, Venezuela (que contem a palavra ‘’bolivariano’’ em quase todo órgão estatal) e a maioria dos partidos e organizações de esquerda do Brasil e de quase toda a AL, necessitam saber mais sobre a história do falsário Bolívar.

Fonte:
> Revista leituras da historia N. 32
> Arquivo Marxista na internet

3 comentários:

  1. Ótimo texto. Todos tem que saber quem foi Simon Bolívar.

    ResponderExcluir
  2. Ótimo texto. Todos tem que saber quem foi Simon Bolívar.

    ResponderExcluir
  3. Perdão por discordar de parte do texto, mas não há como "mostrar" a esses ditadores quem foi Simon Bolivar e que eles estão enganados, eles sabem exatamente quem ele foi e querem fazer exatamente o que ele fazia, só se disfarçam de "camponeses necessitados" para não enfrentar a resistência popular logo de início, mas nunca estiveram enganados com quem foi Bolivar, só querem sê-lo também.

    ResponderExcluir